Uma coluna séria, enfim. Hoje é dia de perceber como o poker pode te ajudar no mundo dos negócios. Para isso, vou usar a história de dois jogadores de nível internacional: O Norte-americano Chris Fergunson, que é PhD em ciências da computação, além do brasileiro e campeão mundial Alexandre Gomes, que largou o direito para se dedicar em tempo integral ao poker.

Quando você ouve por aí que o poker vai além daquele “jogo de azar, onde apenas a sorte de um dos jogadores – ou a falta dela – define o vencedor” você poderia pensar, levando em conta apenas os dois nomes citados acima, em algo do tipo: “Ué, um advogado com carreira consolidada, um PhD… como eles largaram tudo para viver jogando?”. Mas acho que já passamos da fase de encarar o poker assim e já temos certeza de que ele é um esporte da mente que pode te ajudar a ter uma postura ainda melhor no campo corporativo. E tudo isso porque é nele que você encontra alguns desafios que precisam ser superados, se você quiser ser mesmo um vencedor. Para ficar somente em algumas características que ambos precisam, poderia citar visão estratégica, raciocínio lógico, autocontrole, concentração e leitura do ambiente. São termos comuns a você?

habilidade de gestão no poker

Abro aqui um parêntese: Talvez você conheça ou já tenha ouvido falar de um certo senhor chamado Bill Gates. Talvez o que você ainda não saiba é que esse senhor no alto de seus 19 anos conseguiu algum dinheiro jogando poker, usou o que aprendeu no esporte para fundar uma empresa e chegou até onde chegou. Isso deve querer dizer alguma coisa, já.

Uma das características do poker é que você precisa tomar decisões o tempo todo. Quanto apostar, como apostar, se deve insistir pagando para acertar sua carta no river, todas essas são decisões que podem te levar ao sucesso ou ao fracasso naquela partida. E se estamos falando de esporte de alto nível, isso pode significar a diferença entre ganhar alguns milhares de reais ou alguns milhões de reais – A última etapa do BSOP (Brazilian Series of Poker) do ano de 2011, por exemplo, foi apelidada de “BSOP do milhão”, por ter uma premiação garantida de 1 milhão de reais. Creio que seja desnecessário continuar defendendo e podemos seguir em frente.

Que tal você definir, nesse momento, qual a sua posição em relação a realização do seu trabalho? Você tem condições de testar um pouco a sua sorte e lançar aquele projeto novo, que finalmente veio tomando forma e pode ser um sucesso se você por em prática hoje? Como anda a pressão que você recebe para finalizar algumas partes do seu trabalho, hoje? E você, que regularmente trabalha com a bolsa de valores, sente-se seguro para arriscar uma opção promissora? Todas essas perguntas são feitas durante um torneio de poker, guardadas as devidas proporções. A pressão psicológica é intensa, a sua capacidade de concentração não pode ser abalada, a clareza com a qual você enxerga os elementos externos precisa estar evidente… Tudo aquilo que você treinar a exaustão numa mesa pode ser aplicado metaforicamente no seu mundo. Basta você não jogar ou agir com o ego e pensar friamente em todas as possibilidades.

No poker, você precisa de uma estratégia. Quem será você, o jogador agressivo que não abre mão de mostrar aos demais que está ali? Ou será aquele mais quieto, que aproveita as poucas oportunidades que tem para engolir seus adversários sem alarde? Aliado a isso, você precisa conseguir pensar a curto, médio e longo prazo. Vale a pena largar uma mão forte agora, onde você não se sente seguro sobre as cartas contra as quais você está jogando, para permanecer no torneio e tentar um bote um pouco mais a frente? Você tem convicção de que está com o melhor jogo agora para seguir adiante? Também é importante que você consiga perceber as intenções de quem está ao seu lado. Afinal, aquele cara que está aumentando a aposta está querendo colocar você numa cilada? Ou ele quer apenas tirar você dessa rodada, usando um belo blefe para isso? Quem conseguir responder essas perguntas, seja no poker ou no mundo corporativo, estará sem dúvidas mais preparado para o sucesso. Em um ou outro, essas características são importantes e você precisa treina-las, de alguma forma.

Que tal forma um novo grupo de estudos, para aprender a ser um líder melhor, tomar decisões mais inteligentes sob pressão e conseguir ler o ambiente no qual você está inserido? O poker pode fazer isso pra você. E melhor, por um preço que você pode pagar. Quer tentar?

(*) Coluna publicada anteriormente no Portal do Macho

Related Posts with Thumbnails
Se gostou compartilhe!

Postagem feita no dia 26 de fevereiro de 2013 às 15:14 e arquivada na(s) categoria(s) poker. Você pode acompanhar os comentários usando RSS 2.0 .
Você pode deixar um comentário ou um trackback do seu site/blog.



Algo a dizer?

1. Diga o que quiser, você é totalmente responsável pelos seus comentários;
2. Não ofenda as pessoas, não use palavras de baixo calão;
3. Não seja desagradável;
4. Tenha em mente que o conteúdo desse blog é humorístico e/ou irreal;
5. Assim que sair, dê um sorriso;