Trance

Enfim, depois de algum tempo sem falar nada de música por aqui, chegou a hora. Minimal é um estilo curioso e desperta tanto paixões quanto raiva nas pessoas que ouvem o estilo. Se no psy temos uma pegada mais vibrante e rápida, aqui o negócio é seguir a filosofia “quanto menos, melhor”. Minimal tem poucas características marcantes, as melodias são pouco vibrantes e raros são os efeitos que podemos notar na progressão da música. Eu particularmente não sou tão fã do estilo, mas tem horas que cai bem. Eu já confessei por aqui que ouço música eletrônica 24hs por dia, então variar, além de importante, aqui comigo é praticamente necessário.

Entre as vertentes eletrônicas, o minimal é sem dúvidas a mais intrigante no quesito definição. Enquanto uns dizem que a classificação adequada é de músicas “ping pong” (bate, volta, bate, volta) outros dizem que a idéia é a redução de elementos na progressão musical. Como ouvite, eu fico com a segunda definição e sempre to pronto para conversar sobre o assunto. A Wikipedia tem um verbete rico (em inglês) sobre Minimal Music que pode ser usado para estudo, mas é bastante fácil identificar uma música apenas ouvindo-a. 

Agora, você já sabe: se ouvir alguma das músicas abaixo numa festa, você já pode dizer para seus coleguinhas que você sabe o que é minimal e que certamente o Dj é bacana por tocar um set disso na festa que você está. Vamos a lista que a gente ganha mais.

Top 5 – Minimal | Músicas com poucos elementos que podem levantar uma festa, ou não!

Marcelo V.O.R – Ragga Dagga (Original Mix)

Format:B – Full House

Anderson Noise – Jonny (Re Dupre Remix)

Itamar Sagi – Dramatical (Pig & Dan Remix)

Les Schmitz, David Amo & Julio Navas- Positive (Amo & Navas Rework 2008)

Esse é um top 5 baseado única e exclusivamente na minha opinião, claro. Opine você também e fortaleça essa lista, de repente a gente acaba fazendo um top 10 só com músicas que mexem com a cabeça.

Esse top 5 é dedicado ao Eliel, que a essas horas deve estar num esquenta forte pra Tribe de Curitiba e que provavelmente na segunda-feira vai precisar de algo bem mais leve pra tratar o zunim do ouvido, depois de altas pancadas. Não foi dessa vez ainda, mas tomaremos aquela catuaba em breve, junto com o pessoal que agita na caixa direita.

Related Posts with Thumbnails
Se gostou compartilhe!

Postagem feita no dia 18 de outubro de 2008 às 21:57 e arquivada na(s) categoria(s) Som na caixa. Você pode acompanhar os comentários usando RSS 2.0 .
Você pode deixar um comentário ou um trackback do seu site/blog.



3 Comentários ;) para “Top 5 – Minimal | Música sem firulas”

  1. Leonardo on outubro 20th, 2008 at 7:30

    Chega de vídeozinhos no Youtube.
    Faça logo um compilado e lance um DVD ;)

  2. Eliel on outubro 23rd, 2008 at 23:10

    Aeeee!!!!! \o/ É noize!!!!!

    Falou tudo Rafael! E a Tribe foi “daquele jeito”, hehehe…

    Pra quem curte Minimal, procure pelas tracks do alemão Boris Bretcha. O Gabe (Gabriel Serrasqueiro – Wrecked Machines) também está com um projeto paralelo dedicado ao minimal/techno. Ambos vem fazendo bastante sucesso ultimamente.

    E quanto àquela catu, já existe uma oportunidade em vista: http://www.psicodelia.org/festas/tribe-8-anos-itu-2008/

    Partiu?

  3. luis paulo on junho 23rd, 2010 at 20:33

    concordo com voce sobre o ponto de vista do minimal,mais na minha opinião ainda acho que o minimal é muito mais que isso é aquela musica que entra na mente e te facina, os djs acima sao muito bons, mais gosto mais do minimal pesado.
    e pra quem curti minimal vou colocar aqui um dj que nao sei se é muito famoso,porque nao vejo ele tocando em festas,nem nas grandes, mais sua musica é CANALHA,kkk.
    max cooper
    e particularmente recomendo essa aki
    max cooper – harmonisch serie
    minimal PESAZO, quem gosta desse estilo vai adora.

Algo a dizer?

1. Diga o que quiser, você é totalmente responsável pelos seus comentários;
2. Não ofenda as pessoas, não use palavras de baixo calão;
3. Não seja desagradável;
4. Tenha em mente que o conteúdo desse blog é humorístico e/ou irreal;
5. Assim que sair, dê um sorriso;