Mais uma vez, o assunto toma conta do noticiário.

Jovem mente aos pais dizendo que ia pra Buzios e morre durante uma rave, no Rio de Janeiro!
Um título escandaloso, né? Mas infelizmente, para quem conhece/frequenta esse tipo de festas, e não só no Brasil, como no resto do mundo, sabe que infelizmente essa é uma rotina comum e triste. E será que a culpa é efetivamente de quem produz a festa, investe dinheiro em estrutura e local, bem como organiza tudo para a vinda de nomes de peso nos eventos? É essa a pessoa que deve responder por HOMICÍDIO quando por consequência do uso de substâncias ilícitas um jovem morre em uma festa?

A associação do uso de drogas com as festas rave é e existe desde que as raves passaram a existir. Existe um conceito complexo por trás disso, existe um misticismo incrível e fantástico nessa associação, pode-se até dizer que não existe no mundo uma rave sem drogas. Querendo ou não, isso é um fato incontestável. Eu sou da qualidade de achar que existem pessoas que curtam raves sem drogas, jamais o contrário.

Mas afinal, de quem é a culpa? A culpa mais uma vez é da falta de educação. “Ué, um jovem morre e você acha que a culpa é da falta de educação?“. Claro, pense comigo, usando como exemplo a morte do rapaz na rave do Rio de Janeiro:
* Ele disse para os pais que ia viajar com os amigos, ou seja, mentiu;
* Ele foi para uma festa e consumiu drogas que provavelmente desconhecia, ou seja, faltou informação;
* Ele foi tratado com descaso, e provavelmente faleceu apenas pela demora do atendimento médico, ou seja, descaso com o próximo;
Quer que eu cite mais coisas para defender a falta de educação? É claro, quando eu digo isso, quero dizer a falta de cultura, de caráter, daquela mania séria e triste de “maria-vai-com-as-outras” que assola a juventude Brasileira. Falta de informação também entra na lista. Eu já fui em raves, mais de uma e menos de 50, e posso dizer que com certeza em todas eu vi drogas. E posso dizer que em nenhuma eu usei entorpecentes. Mas de que adianta eu ser informado e saber das consequências se a maioria não sabe e pouco se importa?

No mais, eu acredito que o papel do organizador de eventos é investir tanto em segurança quanto em informação. Não basta seguranças enormes fazendo um pente fino em quem entra no evento, é preciso informar que o uso em demasia de substâncias ilícitas além de fazer mal para a sua saúde é crime. Quanto aos jornais, deveriam pensar numa forma de explorar o tema de forma mais objetiva e séria, mostrando não só que sim, existem drogas nas festas raves, como também o uso delas pode inclusive matar, e ensinar/lembrar/frisar que o uso de drogas no Brasil é crime.

Uma dica: procure no youtube ou no google por “frito na rave” e você vai descobrir o efeito do ecstasy (chamado por ai de bala) em uma pessoa. É deplorável.  E pensar que tem gente que ainda se orgulha disso…

Related Posts with Thumbnails
Se gostou compartilhe!

Postagem feita no dia 5 de novembro de 2007 às 23:11 e arquivada na(s) categoria(s) Divagação, Polêmica. Você pode acompanhar os comentários usando RSS 2.0 .
Você pode deixar um comentário ou um trackback do seu site/blog.



9 Comentários ;) para “Tem rave nessa droga, tem?”

  1. Rodrigo sNAY.. BOW on novembro 7th, 2007 at 23:51

    OLA..
    Quem frequenta as festas sabe que as materias da tv são exageradas e escrotas, pois quando vc ecuta o DATENA falando mal de rave, sabemos que ele tem que calar a boca, ele nunca foi em uma rave pra saber oq se passa la, e se ele falasse “eu ja fui”, parabens ele eh um mentiroso, hahaha… mas a questão não eh datena , eha midia inteira que criaum esteriotico muito errado sobre raves.
    Não nego que tem sim certas pessoas que usam drogas e exageram , passando mal ou morrendo, mas , ngm obriga eles a nada, se fizeram isso é pq quiseram e são burro obastante pra não ter noção e merecem isso. Sabem quem são esse, os famosos fanfarrões , que vão na festa pra dizer que usa droga, e que foi em uma RAVE, os verdadeiros frequentadores, que vão pra curtir o som os verdadeiros RAVERS, naum passam mal, nem morrem, que coisa não !!..Eu vou em raves a alguns anos, e sei oq estou falando.

    AGORA SE VOCÊ NUNCA FOI, FICA QUIETINHO.

  2. Rodrigo sNAY.. BOW on novembro 7th, 2007 at 23:52

    ESTIRIOTIPO… OPA..ERREI ALI… HUAAHUA

  3. Rafael R on novembro 8th, 2007 at 0:34

    Se você leu e INTERPRETOU meu texto, você deve ter entendido que eu frequento raves e sei exatamento do que estou falando, né? ;)

  4. Carlos on novembro 22nd, 2007 at 20:21

    Cara, muito bom!!! Concordo plenamente com vc…

  5. ERIKA MATHYAS on novembro 25th, 2007 at 14:47

    Ir a festas RAVER para quem gosta é no mínimo como andar nas nuvens, o problema surge quando os jovens para frequenta-la precisam mentir para os pais para onde ir. Infelismente parar com o consumo de drogas é impossível, mesmo porque ocorre em praticamente todos os lugares e não só neste tipo de festas, a cada dia mais pessoas entram para o mundo das dogras e vão “embora” mais cedo o que é muito triste.
    Olha pra quem gosta dessas festas tomem muito cuidado se vc gosta de fumar um baseado tudo bem a vida é sua mas procure se informar primeiro sobre o que está consumindo e quando sair procure no máximo dizer a verdade pra onde vai se o problema é a festa dialoge com os pais explique como é festa mostre as coisas boas que tem, mostre seu ponto de vista, seus gostos convença-os se tiver um bom argumento não precisará mentir. Bom! eu Concordo com o autor do texto acima quem são organizadores destas festa devem investir mesmo em segurança e informação, porque as drogas não vão acabar mas as mortes com certeza diminuirão e o número de idenizações serão bem menores. A informção faz toda a diferença, uma pessoa pensará 10 vezes antes de ingerir uma droga que sabe que se ingerí la um décimo a mais morrerá.
    No mais fica aqui o meu recado a mentira não leva nunguém a lugar nenhum, já a informação pode tirá lo de caminhos tortuosos.

  6. Sophia Fontenele on dezembro 16th, 2007 at 18:55

    Bom, eu acho que esses jovens sabem sim dos efeitos que as drogas provocam no organismo, principalmente pq quem vai em rave, nao eh o rapazinho da favela, que estudou em escolas públicas e precárias do subúrbio, e teve de parar na 4ª serie pra ter de vender bala no farol pra nao ver a sua familia passar fome, vai mto playboyzinho de classe media, q quer curtir um pouco e resolve usar um monte de substancias ilicitas pra nao se enquadrar nos moldes da sociedade brasileira. Pra mim cada um colhe, aquilo que planta, ninguem usa droga sem saber dos seus efeitos, porque se fosse coisa boa, nao teria o nome de droga…
    Sem contar que drogas não rolam soh em raves naum, a midia eh mto sensacionalista ao mostrar somente as coisas ruins que festas destes tipos podem trazer por ter tantas atitudes duvidosas numa festa tao liberal. Soh q uma coisa q eles escondem, eh q rola droga ateh no proprio campus da USP, a melhor universidade da america latina, onde estudantes cabulam aulas, pra fumar um baseado no gramado da universidade.
    (P.S.: Nunca fui em raves, mas tenho vontade de ir, pela musica, adoro psy, trance, techno, dance, eletronico, etc…
    Sem contar que nao estou discriminando nenhuma classe social por suas condições mais ou menos favorecidas, pois tem muita gente boa na favela e no condominio tbm…
    O dinheiro não compra caráter, este vem do seu interior e não eh sua classe social q determina ele.)

  7. Leonardo Som on dezembro 30th, 2007 at 14:52

    Olá Galera…
    Sou organizador de Eventos, Dono de Som Pesado, DJ e Produtor .
    Não quis expor meu nome por motivos que todos vocês conhecem.
    O tema realmente e preocupante, pois vejo a cada dia como nosso País e hipócrita, querem jogar a responsabilidade que e do Estado e da Policia em cima dos organizadores de Eventos em Geral, se omitem quando precisamos de reforços,sempre criam obstáculos, e muitas das vezes até são cúmplices da venda de drogas.
    Expliquem-me uma coisa, nos eventos tem a presença da Policia, tem postos etc…, Todos eles sabem que vam aparecer drogas por ali, mas porque que mesmo sabendo não fazem nada ???
    Pois ao meu entender, eles são pagos pra isso…( estão querendo fazer uma transferência de responsabilidade ).
    Outra coisa, o individuo esta usando drogas, ele comprou com o dinheiro dele, e pelo fato de ser maior de idade, já pode arcar com as conseqüências.
    Sabemos da dor de uma família por perder um parente, mas também não podemos aceitar que queiram nos culpar, pois muita das vezes a família se omite e depois quer descontar em cima de quem não tem nada com a historia, vivem passando a mão na cabeça dos filhos e quando descobrem, ai já e tarde …
    Acho que no fundo todo realizador de eventos quer promover um ambiente onde reine a paz a alegria, e que o publico aprecie o que demorou vários dias pra ser montado, muitas pessoas de bem trabalharam duro pra que o evento acontecesse.
    Gostaria também de pedir as autoridades para cumprirem o papel, de realmente fiscalizarem.
    Pois sou a favor de fazer uma fiscalização pesada, mas não adianta nos fiscalizarem somente, tem que fiscalizar a própria policia que estará envolvida no evento, pois infelizmente não somos treinados pra lidar com trafico, e não sabemos como combater.
    Continuaremos fazendo o que for possível para evitar, mas ate quando teremos que responder por uma coisa que não nos diz respeito…Gostaria de ver tramitando algum projeto para o combate efetivo, ais sim nunca mais teriam tal desgaste.
    E para aqueles também que acham que festas são só pra usar drogas, nos façam um favor não compre o ingresso, deixe para as pessoas que realmente querem apreciar o evento , aproveitar e se divertir…
    Ass: LT

  8. hiproqrata on janeiro 9th, 2008 at 22:52

    A verdade é que o jovem morreu foi de insolação

  9. vitória, es on setembro 25th, 2008 at 23:19

    Oi, Boa noite a todos.
    O texto acima cita um assunto que pelo meu ver tendi a crescer mais e mais. como um amigo ali encima citou nao são pessoas sem condições que frequentam festa rave nao, e sim os que tem dinheiro pra bancar a festa e as drogas. porque é tudo muito caro, mas para quem nunca foi numa rave, nunca tomou um quadrado uma pastilha, fumo um baseado, que seja, nao sabe oque esta perdendo! a sensação de liberdade é unica! nao estou incentivando ninguem, apenas querendo deixar bem claro para essas pessoas que falam mal das festa rave, que só tem drogados e talz…pois apoosto com qualquer um, nao sao viciados em quadrado em maconha e nem ecstasy que matam que assaltam…e sim os idiotas que dão a vida as drogas! nao sei porque o preconceito pelas pessoas que gostam de fumar sua maconha, tranquilo.

Algo a dizer?

1. Diga o que quiser, você é totalmente responsável pelos seus comentários;
2. Não ofenda as pessoas, não use palavras de baixo calão;
3. Não seja desagradável;
4. Tenha em mente que o conteúdo desse blog é humorístico e/ou irreal;
5. Assim que sair, dê um sorriso;