Farei a lição de casa completa, explicando detalhadamente cada detalhe de uma trama que tem muito de irônica, e que aconteceu na noite de hoje, dia 22 de janeiro de 2008. A noite que, a partir de hoje, será conhecida como a famosa “virada” do réu contra o mundo, numa ação nunca antes pensada na blogsfera brasileira.

Pra começar, o que vem a ser ironia?
“Considera-se ironia quando, pelo contexto, pela entoação, ou pela contradição de termos, sugere-se o contrário do que as palavras ou frases parecem exprimir. A intenção é, geralmente, depreciativa ou sarcástica, embora o sarcasmo tenha um tom mais agressivo. Existe frequentemente na linguagem corrente, como quando dizemos “Vens num belo estado!” (para indicar que reprovamos a aparência de alguém) ou “acho que dou conta do recado…” (quando estamos perfeitamente seguros)”

Com base nisso, posso afirmar o seguinte: quando você diz “Que belo carro!” e o considera feio, é ironia. Quando você diz “Você me copiou!” sendo que você vive copiando os outros, isso também é ironia. Para efeitos gerais, daqui para frente vou acreditar que todos entenderam até aqui.

Numa infeliz coincidência, um dos autores do blog Jacaré Banguela fez uma citação, ao final de um post. Vejamos na íntegra (clique na imagem para ver maior):

Uma piada infâme, você pode estar pensando. No final, ali onde diz “Me acordem quando a Sasha perder a virgindade“. Até ai, tudo bem. Esse tipo de piada já é famosa, poderia até citar outros exemplos de piadas semelhantes, mas não me ocorreu nenhuma agora. E o importante aqui não é bem isso.

Ao entrar na comunidade do Kibeloco (dica do K-max), eu avistei o seguinte tópico:

Espera ai. O kibeloco sendo irônico, concordando que supostamente copiaram uma piada dele? É isso mesmo?
Na verdade, o tópico certamente vai render muitas pérolas no decorrer da noite e nos dias seguintes, mas o dia em que Antonio Tabet acusou o Jacaré Banguela de “cópia” certamente merece um post em cada blog, uma marcação em cada calendário, uma citação em cada rodapé de livros sobre internet.

As vezes, fico até pensando se não pego muito no pé do Tabet por conta disso, mas veja bem: quando um reclama, é bronca. Quando dois ou três reclamam, a coisa começa a fazer sentido. Agora, quando a maioria dos que conhecem reclamam, é inquestionável. E por uma internet menos ordinária, estou eu aqui. E alguns outros, que seguem fazendo seus posts, piadas e afins de formas legais, sinceras e dando os créditos.

Depois dessa, sem mais pique pra falar de Tabet. Pelo menos até aparecer algo que realmente valha a pena ser citado.

Related Posts with Thumbnails
Se gostou compartilhe!

Postagem feita no dia 23 de janeiro de 2008 às 6:09 e arquivada na(s) categoria(s) Blogsfera, Polêmica. Você pode acompanhar os comentários usando RSS 2.0 .
Você pode deixar um comentário ou um trackback do seu site/blog.



4 Comentários ;) para “Ironia – Quando coincidência é pouco!”

  1. Mario Sun on janeiro 23rd, 2008 at 6:34

    Eu só digo uma coisa: pra um cara ganhar um verbo próprio (kibar) dentro da blogosfera bruzaca, e pra também ser motivo de chacota tanto na Desciclopedia quanto na propria Wikipedia, esse cara tem que ser o mais gradisíssimo de todos os Plagiadores.

    E este homem não é outro senão Antonio Tabet.

  2. Saulo on janeiro 23rd, 2008 at 6:52

    Bobagem. O Tabet e os caras do JB são amigos.

  3. Leandro on janeiro 23rd, 2008 at 7:04

    Boa descoberta, depois eu farei uma referência lá no Blog. Eu gostei de uma que vc mandou tbm há algum tempo, também sobre o Tabet, até anotei aqui mas por estar de férias e sem tempo de atualizar o blog acabei não conseguindo colocar… Valeu aí pela lembraça confira lá no Kibando & Andando q citarei sua descoberta… o Kibe reclamando porque foi kibado… Abraço

  4. Leandro on janeiro 23rd, 2008 at 7:09

    Ah, e me lembre tmabém (caso eu esqueça): colocarei vc na lista de parceiros lá.. Valeu

Algo a dizer?

1. Diga o que quiser, você é totalmente responsável pelos seus comentários;
2. Não ofenda as pessoas, não use palavras de baixo calão;
3. Não seja desagradável;
4. Tenha em mente que o conteúdo desse blog é humorístico e/ou irreal;
5. Assim que sair, dê um sorriso;