É norma. Você, quando cresce, vai começando a ter responsabilidades e precisa ter novos cuidados. Você sabe que é adulto quando já pode entrar no motel, já pode ser preso e/ou já se preocupa com o imposto de renda. Todos os Brasileiros (ao menos os que andam do lado da lei) precisam separar um tempo de suas vidas anualmente para cuidar desse que é um grande fantasma para muitos. Afinal, o que é o tal imposto de renda?

“O imposto de renda é um imposto cobrado por vários países, onde cada pessoa ou empresa é obrigada a deduzir uma dada percentagem de sua renda média anual para o governo. Esta percentagem pode variar de acordo com a renda média anual, ou pode ser fixa em uma dada percentagem.”

Certo, agora você entende o conceito. Mas como fazer para se programar e saber onde você se encaixa nesse mar de taxas, porcentagens, números e regras? Leia a seguir:

1. A declaração do imposto de renda deve ser entregue por todos, sem excessão, no prazo que varia de 3 de março até 30 de abril, nesse ano de 2008;

2. Deve declarar o imposto pessoas que se encaixam nos fatores abaixo:

2.1 – quem teve rendimentos isentos, não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte superiores a R$ 40 mil;
2.2 – quem tinha, em seu nome, bens com valor superior a R$ 80 mil, inclusive terra nua, até 31 de dezembro de 2007;
2.3 – quem participou, em qualquer mês do ano, do quadro de sócios de empresa como titular, sócio ou acionista, ou de cooperativa;
2.4 – quem obteve, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeitos à tributação, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros ou similares;
2.5 – quem é produtor rural e teve renda bruta superior a R$ 78.821,40 ou pretenda compensar prejuízos de declarações anteriores na atual;
2.6 – quem passou, em qualquer mês, à condição de residente no Brasil e assim permaneceu até 31 de dezembro;
2.7 – Quem teve rendimentos acima de R$ 15.764,28;

Se você não se encaixa em nenhuma das categorias mencionadas acima, deverá esperar até o segundo semestre para fazer a declaração anual de isento, a fim de preservar o seu CPF junto a Receita Federal.

Procure um contador de sua confiança e se informe sobre os procedimentos corretos para a entrega da declaração, evitando assim multas por atraso, além de correr o risco de ter o seu CPF cancelado. Quem anda antenado com as coisas tem mais chances de se dar bem com a burocracia. E nunca é demais lembrar: se chegar algum e-mail para você, pedindo para fazer o download do programa que faz o imposto de renda online, DESCONFIE. A Receita Federal costuma divulgar com antecedência sobre o tal programa, usando a mídia para isso. Em hipótese alguma a Receita Federal entrará em contato com você alertando sobre o programa, salvo excessões. Dirija-se ao site http://receita.fazenda.gov.br para maiores informações, se desconfiar de algo.

Related Posts with Thumbnails
Se gostou compartilhe!

Postagem feita no dia 19 de fevereiro de 2008 às 19:43 e arquivada na(s) categoria(s) Hypes. Você pode acompanhar os comentários usando RSS 2.0 .
Você pode deixar um comentário ou um trackback do seu site/blog.



4 Comentários ;) para “Imposto de Renda 2008: Tudo sobre!”

  1. leonardo on fevereiro 19th, 2008 at 21:53

    e o leão ataca novamente..

  2. Cafeína on fevereiro 20th, 2008 at 4:47

    utilidade pública é o que há!!! rs

  3. Igor Augusto on fevereiro 20th, 2008 at 21:42

    Mais um ano pra eu ganhar uns trocados fazendo impostos de renda para todo mundo! \o/
    Pelo menos achei um lado positivo para esse leão… ;D

  4. joao on março 12th, 2008 at 21:45

    SOU MILITAR REFORMADO E TENHO UM TÁXI, NÃO CONSEGUI ENCAIXAR UM LOCAL PARA DECLARAR A RENDA DO CARRO, É NECESSÁRIO DECLARAR ESTA RENDA? COMO FAZER SER FOR NECESSÁRIO JÁ QUE MEU IMPOSTO É DESCONTADO NA FONTE?

Algo a dizer?

1. Diga o que quiser, você é totalmente responsável pelos seus comentários;
2. Não ofenda as pessoas, não use palavras de baixo calão;
3. Não seja desagradável;
4. Tenha em mente que o conteúdo desse blog é humorístico e/ou irreal;
5. Assim que sair, dê um sorriso;