Existem sutis diferenças entre o Goa Trance e o Psy Trance que talvez ouvidos destreinados não consigam reparar. Assim como o Dutch Trance é um pouco diferente do Symphonic Trance. Se formos analisar o house, são tantas vertentes diferentes que é quase impossível diferenciar. Claro, quase impossível se você não estiver informado sobre as principais nuances de cada vertente.

É por isso que o Ishkur criou esse guia completo sobre as principais vertentes da e-music. Com exemplos e a história de cada uma delas, é um dos guias mais completos que eu já vi. E não se assuste se entre tudo o que tem de informação ali você encontrar algo sobre o “Funk Carioca”, que para efeitos gerais é também considerado vertente de música eletrônica.

Guia de música eletrônica

Confira o guia completo e banque o sabichão para cima daquele seu amigo que garante conhecer as melhores músicas eletrônicas do mundo, acessando este link. Ele está em inglês mas acredito que ninguém vai ter problemas para entender o que está por lá, além de ser algo muito intuitivo.

E depois volte aqui para compartilhar suas impressões.

Related Posts with Thumbnails
Se gostou compartilhe!

Postagem feita no dia 23 de setembro de 2013 às 13:10 e arquivada na(s) categoria(s) Som na caixa. Você pode acompanhar os comentários usando RSS 2.0 .
Você pode deixar um comentário ou um trackback do seu site/blog.



Algo a dizer?

1. Diga o que quiser, você é totalmente responsável pelos seus comentários;
2. Não ofenda as pessoas, não use palavras de baixo calão;
3. Não seja desagradável;
4. Tenha em mente que o conteúdo desse blog é humorístico e/ou irreal;
5. Assim que sair, dê um sorriso;