Ouvir trance e voltar-se as suas raízes, num momento reflexivo. Toda hora é hora para parar tudo, pensar um pouco no seu ambiente, em tudo aquilo que te cerca, em qual papel você quer se encaixar e em qual você esteve nos últimos tempos.

As vezes eu fico pensando em como as pessoas conseguem viver e tomar decisões sem sequer saber o que querem ser quando crescer. Muitos já sabem, intuitivamente, o que querem de suas vidas. Talvez casar com uma pessoa legal, ter um emprego que pague as contas e proporcione algum luxo, ter, ter, ter. E sempre que eu vejo isso, eu fico pensando em quando é que elas pensarão no ser.

Tudo o que eu consigo pensar nos últimos meses é em ser. Ser melhor, ser mais inteligente, ser mais útil, ser mais parceiro. Ser, ser, ser. O ter, por um período breve na minha vida, fica em segundo plano. Tudo o que eu quero hoje é ser.

Engraçado pensar que as pessoas ainda não estão preparadas para ser. Ou não estão preocupadas em ser. Ter não deve representar o ser. É óbvio que ter é importante, mas ser sempre vai ser melhor. Ser para ter é o caminho natural, concluo.

E, definitivamente, eu não consigo manter-me por perto de pessoas que só querem ter. Prefiro mil vezes as que escolhem ser.

E você?

Related Posts with Thumbnails
Se gostou compartilhe!

Postagem feita no dia 24 de fevereiro de 2012 às 12:39 e arquivada na(s) categoria(s) Som na caixa. Você pode acompanhar os comentários usando RSS 2.0 .
Você pode deixar um comentário ou um trackback do seu site/blog.



Algo a dizer?

1. Diga o que quiser, você é totalmente responsável pelos seus comentários;
2. Não ofenda as pessoas, não use palavras de baixo calão;
3. Não seja desagradável;
4. Tenha em mente que o conteúdo desse blog é humorístico e/ou irreal;
5. Assim que sair, dê um sorriso;