Archive for the ‘Som na caixa’ Category

Faz tempo que não venho aqui, precisava tirar o pó. E nada melhor que um festival de música que movimentou um pouco mais de 2 milhões de pessoas – e to dizendo esse número somente de pessoas que curtiram via streaming. Aliás, o Twitch mostrou-se uma arma poderosa mais uma vez, mostrando que a comunidade lá não curte somente games e que os streamings de música também podem ser um sucesso.

UMF2015

Não consegui ver TODAS as apresentações mas vi algumas que são históricas e outras que merecem destaque. Entre elas, acho que uma das que mais atraiu a atenção de todos foi a do Skrillex. Ela segue aqui embaixo, para apreciação dos senhores.

Outra que eu vi e gostei foi do Armand van Buuren, o cara tocou um set muito para cima e foi um dos poucos que não usou a exaustão o microfone, uma prática que eu não sou jovem o suficiente para curtir. Para mim DJ tem que subir no palco e tocar, microfone é para shows. Infelizmente parece que a prática é comum hoje em dia. Enfim, o final com a música do Game of Thrones foi sensacional.

Tem David Guetta:

Tem Martin Garrix, que fez um set incrível e ainda no final deu uma entrevista sensacional, mostrando estar tímido ou ainda não totalmente pronto para encarar que seu nome está no topo já.

Teve Fedde Le Grande, fazendo um set épico:

Laidback Luke, que fez uma apresentação incrível também

Temos aqui algumas horas de música, mostrando o que foi esse Ultra Music Festival 2015. Foi um UMF tão incrível que você pode continuar procurando os sets postados pelos artistas, no próprio Youtube. A sugestão de busca é essa aqui. Não esqueça de incluir o 2015 ou alterar o parâmetro da busca para “hoje” ou “essa semana”, para achar com mais facilidade.

E enjoy!

Top 10 – As músicas mais relaxantes da história!

Posted on maio 26th, 2014 by Rafael R

Anda procurando por uma música incrível e mágica que te faça relaxar em momentos de tensão? Você vai precisar baixar essa música, então. Alguns terapeutas do sono chegaram a uma pequena lista de 10 músicas, com essa incrível e relaxante Weightless de Marconi Union em primeiríssimo lugar.

relaxmusic

O ritmo de 60 BPM é ideal para que sua respiração, batimentos cardíacos e ondas cerebrais fiquem sincronizados e faz com que você consiga relaxar de forma incrível. Enquanto escrevo essas linhas eu já vou me ajeitando melhor na cadeira, então estou certo de que isso realmente funciona como uma espécie de musicoterapia. Você pode fazer o mesmo aí agora mesmo, mas eu recomendo que ao clicar no play dessa ou de algumas das músicas da lista abaixo você esteja num ambiente confortável, sem interrupções ou quem sabe até mesmo pronto para dormir. Vai dar certo.

As 10 músicas mais relaxantes da história

1. Marconi Union – Weightless 
2. Airstream – Electra 
3. DJ Shah – Mellomaniac (Chill Out Mix) 
4. Enya – Watermark 
5. Coldplay – Strawberry Swing
6. Barcelona – Please Don’t Go
7. All Saints – Pure Shores
8. Adele – Someone Like You 
9. Mozart – Canzonetta Sull’aria 
10. Cafe Del Mar – We Can Fly

Agora é com vocês. Lista via AT.

3 clubs de música eletrônica que valem a visita!

Posted on novembro 6th, 2013 by Rafael R

Cada pessoa tem um club ou festival preferido ao redor do mundo. As pessoas têm a tendência a ser leais aos seus lugares favoritos e acabam criando fortes laços emocionais com determinados locais devido ao grau de diversão que atingiram apenas por fazer parte daquela festa em um determinado momento da vida. Porém, há certos lugares que são unanimidade e estão um degrau acima de todos os demais. Desde lugares exóticos até decorações completamente modernas, alguns clubs e festivais acabam se tornando aquele lugar onde você PRECISA ir, pelo menos um dia em sua vida.

Criar um ranking com os melhores lugares para dançar do mundo é uma tarefa impossível. Entretanto, muitos deles se tornam um desses lugares que você precisa visitar uma vez na vida, ao menos. A intenção aqui não é criar um ranking, é apenas listar alguns dos clubs que você deveria tirar pelo menos 1 final de semana para ir visitar e conhecer. A certeza é que você terá uma ótima experiência indo em qualquer um deles. Se for considerar a lista da DJ Mag de melhores clubs do mundo esses 3 não estão nem entre os 20 primeiros – O Paradise Club, por exemplo, aparece apenas em 33 – mas com certeza merecem a atenção disposta aqui. Em caso de dúvida, procure outros vídeos no youtube sobre esses clubes e divirta-se na sua casa.

ARMA17 – Moscou, Russia

Esse clube mereceria um lugar na lista apenas pelo fato de ser uma atração internacional. O local, frequentado por gente de todo o mundo que busca uma noite especial, herdou o nome do próprio local onde fica, que antes era um depósito abandonado. DJs como Richie Hawtin e Ricardo Villalobos podem ser encontrados atrás das pickups ou nos camarotes do local. O ARMA17 não é um típico clube Europeu mas possui uma atmosfera única (vide vídeo) e tem uma reputação de sets históricos, que acabam se estendendo até depois do nascer do sol.

Paradise Club – Mykonos, Grécia

Mykonos é um desses lugares que já merecem a visita, pelas suas belezas e pela cultura. O Paradise Club é algo entre um club e um lugar com uma atmosfera única, como é de se esperar. No passado, Axwell e Laidback Luke eram presenças constantes e o que encontramos hoje é um line up recheado de grandes nomes da música eletrônica mundial. Ótima música, ótima praia e ótimas pessoas: Tem como não amar?

Armin van Bureen também já se apresentou por lá, conseguindo uma das noites com a maior disputa de ingressos dos últimos tempos. Grandes DJs, grandes públicos.

The Electric Pickle – Miami, EUA

Eu poderia resumir o clube apenas nesse pequeno vídeo do Seth Troxler, que está bem mal de qualidade. Mas esse club vai muito além. “The Pickle” (O Picles), como é carinhosamente conhecido, é a versão moderna de um local antigo e do underground. Conhecido pelas intensas apresentações de DJs de house e techno, o The Eletric Pickle é um clube novo com alma de velho. Ele está bem no centro de Miami e Ame, Dixon e o fera do vídeo acima estiveram por lá recentemente.

Em novembro, acontece a última Green Sunset do ano, com o duo Lulu Rouge, da Dinamarca. A festa vespertina do MIS, instituição da Secretaria de Estado da Cultura, será realizada no dia 9, sábado, das 16h às 22h.

lulu rouge

O Lulu Rouge é composto pelos DJs T.O.M. e Buda, ambos muito conhecidos na cena da música eletrônica dinamarquesa. O duo surgiu em 2008, lançando o álbum “Bless You” e a primeira música de trabalho teve o mesmo nome. T.O.M. foi por vários anos parceiro fiel de Trentemøller, produtor musical dinamarquês, e também é o homem por trás da ArtRebels Rec, que faz parte da rede ArtRebels, com foco em design, arte e música. Buda é DJ e produtor, já trabalhou com nomes como Bliss, DJ Estes, Ganga, Phil Mison e Sergio Mendes. O DJ também faz parte do grupo Banzai Republic. Lulu Rouge recentemente colaborou na criação dos álbuns de artistas como: Fagget Fairys, Jones Camille e The Joker.

Antes da dupla, a festa fica por conta dos DJs Thomash e Piero Chiaretti, do coletivo paulistano Voodoohop, que começam a tocar às 16h. Todos os participantes da Green Sunset recebem um vale-drink de cortesia da SKYY Vodka e uma Margarita Cuervo Frozen da José Cuervo. O público poderá, mais uma vez, adquirir camisetas e bolsas com a marca Green Sunset no stand da Tricky Hips. Esta edição conta, ainda, com apoio do Instituto Cultural da Dinamarca.

Por conta do evento, não haverá serviço de valet, pois o espaço do estacionamento será utilizado para receber o público. Excepcionalmente nesta edição, a Green Sunset ocorrerá somente no espaço externo do Museu – haverá mais banheiros e uma nova chapelaria na área externa. Os visitantes que quiserem conferir a exposição Stanley Kubrick ou o restaurante Chez MIS deverão se dirigir à entrada lateral do Museu, que estará sinalizada no dia.

Venda de ingressos
Os 2000 ingressos para a Green Sunset de novembro estarão à venda, a partir de 24 de outubro, na bilheteria do MIS (terça a sábado, das 12h às 21h30; domingos e feriados, das 11h às 20h30), pelo preço de R$ 14 (inteira) e R$ 7 (meia). O público também poderá adquirir a entrada no site: www.ingressorapido.com.br, pelo valor de R$ 30. Neste caso, estará à venda apenas a entrada inteira (a meia deve ser adquirida somente na bilheteria do MIS). Cada pessoa tem direito a comprar dois ingressos. Tanto no momento da compra quanto na entrada, é preciso apresentar o documento de identidade.

Atenção: há cambistas falsificando ingressos e os vendendo na entrada da festa por um valor muito mais alto que o oficial. Informamos que os portadores de ingressos falsos não entrarão não na Green Sunset.

Green Sunset – Lulu Rouge | 9.11.2013 | 16h às 22h
Duração: 6h. Na área externa do MIS. Classificação etária: livre. Ingresso na recepção: R$ 14 (inteira) e R$ 7 (meia). Ingresso online: R$ 30 (site: www.ingressorapido.com.br). Vendas até 09.11 – ou até esgotarem os ingressos. A bilheteria do MIS funciona de terça a sábado, das 12h às 21h30h; domingos e feriados, das 11h às 20h30. Máximo de dois ingressos por pessoa. É imprescindível a apresentação do documento de identidade tanto na compra como no dia da festa.

Museu da Imagem e do Som – MIS
Avenida Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo | (11) 2117 4777 | www.mis-sp.org.br
Estacionamento conveniado: R$ 8. Acesso e elevador para cadeirantes. Ar condicionado.

Fonte: Assessoria de imprensa do Museu da Imagem e do Som

Crie sua música usando vídeos do Youtube

Posted on outubro 16th, 2013 by Rafael R

A brincadeira é simples: Você dá o play em 1, 2 ou todos os vídeos. E vai clicando no replay daqueles que já tocaram a qualquer momento. Pronto, você virou um “produtor musical” e agora já pode ouvir sua própria música.

crie music

Para perder metade da sua tarde e se divertir ouvindo algo único clique aqui! E não me culpe por perder tanto tempo depois!