Hoje é sexta-feira, dia de tomar um Cynar e fumar um João XV. E pra celebrar essa vibe honesta, vibe sincera, vibe gostosa, nada melhor que uma leitura de qualidade enquanto você aprecia as possibilidades que a vida lhe trará nesse final de semana. É a deixa para algumas Palavras de Osho.

– – –

Quando o amor é possessivo, ele se torna exclusivo. Então “esta mulher é minha, e exclusivamente minha” – e então ela não pode rir com mais ninguém, não pode ficar de mãos dadas com mais ninguém, e então não pode mais olhar nos olhos de mais ninguém.

Que coisa sem sentido! Por quê? Quem sou eu para possuir? E como o amor pode ser possessivo?

O amor é sempre inclusivo, nunca pode ser exclusivo. Se eu amo uma mulher, vou amar vê-la feliz de mil e uma maneiras, com mil e uma pessoas. Gostaria que ela fosse feliz. Essa será minha alegria.

Se ela estiver feliz dançando com outra pessoa, eu não deveria ficar com ciúmes — eu a amo, como posso sentir ciúmes? Deveria estar satisfeito por ela estar feliz. Mas quando diz que ela é sua esposa, então não pode permitir isso. Começa a controlá-la. E ela começa a paralisar você como vingança. Vocês dois se tornam destrutivos um para o outro.

O amor é a maior energia criativa, mas até agora tem sido um azar, o maior azar. As pessoas não tem sido mortas por causa do ódio: as pessoas têm sido mortas por causa do amor. A vida ficou tão amarga, não por causa da raiva: ficou tão amarga por causa do amor.

Você briga pelo amor de um homem ou de uma mulher, você briga pelo amor de sua família ou de seu grupo. Você briga pelo amor à sua ideologia ou religião; você briga pelo amor à nação de sua mãe ou de seu pai, à sua pátria, à sua terra natal.

Você continua brigando por causa de seu amor! Todos os assassinatos, todas as matanças — todos os tipos de sofrimento existem por causa do seu tão famoso amor.

Alguma coisa está nitidamente errada com seu amor — seu amor é um amor de fixação, não é algo leve. É sério, é exclusivo, é possessivo. É repleto de estupidez. Uma pessoa deveria ser capaz de ver tudo isso — e, ao ver, você começa a relaxar.

Você vê razão nisso e começa a relaxar, e uma nova consciência surge em você.

Osho, em “Viva ao Máximo!”

– – –

Sem gif, sem música. Só reflita comigo acerca de relacionamentos e confira na sequência a dica de um blog que fala desde namoro a distância até crises onde o namorado vê filme porno e descubra o lado amor da sua vida.

Related Posts with Thumbnails
Se gostou compartilhe!

Postagem feita no dia 9 de julho de 2010 às 0:02 e arquivada na(s) categoria(s) Divagação. Você pode acompanhar os comentários usando RSS 2.0 .
Você pode deixar um comentário ou um trackback do seu site/blog.



3 Comentários ;) para “Alegria, alegria”

  1. Rafael R on julho 9th, 2010 at 3:02

    Alegria, alegria http://goo.gl/fb/giHKs

  2. Leo on julho 9th, 2010 at 3:09

    RT @justplay: Alegria, alegria http://bit.ly/cp9Eto BONITO DE VER¹

  3. Guilherme Mariani on agosto 5th, 2010 at 10:36

    justplay.info – Alegria, alegria http://justplay.info/posts/alegria-alegria-2/ – vale a pena ler e pensar.

Algo a dizer?

1. Diga o que quiser, você é totalmente responsável pelos seus comentários;
2. Não ofenda as pessoas, não use palavras de baixo calão;
3. Não seja desagradável;
4. Tenha em mente que o conteúdo desse blog é humorístico e/ou irreal;
5. Assim que sair, dê um sorriso;