Archive for fevereiro, 2015

Meu querido diário!

Posted on fevereiro 25th, 2015 by Rafael R

Olá, bloguinho. Voltei!

Cabeças pensantes ao redor do Twitter estão repercutindo uma postagem que diz como toda aquela lua de mel entre blogs e o potencial de serem a nova grande mídia morreu. Eu não tenho certeza se discordo disso, até porque criar e manter uma estrutura capaz de desbancar quem faz isso em outras mídias de forma robusta sempre vai ser complicado. E se por um lado estrutura de menos derruba as chances, a ideia romântica de que o talento ia acabar despontando e surgindo em vários lugares também não se concretizou. Grandes mentes estão ocupando vagas em grandes empresas e uma parte importante dessa turma migrou para outros lugares.

Calma, caras. Os blogs não vão MORRER no sentido literal. Blogs continuam surgindos, outros antigos continuam na ativa e todos ganham com isso. Alguns continuarão usando essa ferramenta a trabalho, atualizando diariamente e recebendo visitas, como sempre foi. Outros migrarão para outras frentes ou empresas e boa sorte para esses também.

Mudam alguns players, mudam algumas ferramentas, mudam alguns momentos. Quanto a isso, não há o que discutir. O potencial de algo ser substituído é real e incapaz de ser freiado. Sempre que surgir algo melhor, essa novidade ocupará o lugar (e o tempo, investimentos e atenção) de algo que já não faz mais tanto sentido. As pessoas mudam, as prioridades mudam e uma das grandes e boas certezas da vida é que ninguém é incapaz de mudar, seja de ideia, opinião ou atitude.

Continuem melhorando aquilo que os torna únicos. Continuem lutando e batalhando por aquilo que acreditam. E parem de achar que se você provar numa discussão que alguém que discorda de você está errado o mundo vai bater palmas para você. Cada minuto que você perder será um minuto que não voltará para você. A melhor forma de provar que eles estão errados é fazendo acontecer e isso, entre aqueles que conheço que estão nessa jogada, têm mais do que potencial para fazer. Vocês têm as ferramentas, a disposição e só precisam de tempo para chegar lá. Vocês são muito mais do que uma promessa que morreu e eu, com certeza, continuo do lado de vocês nessa questão.

Sejam a nova grande mídia. Alguns já chegaram lá e outros chegarão.