Archive for dezembro, 2012

Após se desfazer de todo o seu dinheiro nos dois principais sites de poker do mundo, jogador se mudou para uma tribo hindu onde pretende passar seus últimos dias na Terra.

Fim do mundo

Um grande jogador, com destaque no cenário online do poker, se desfez na última semana de todo o seu bankroll para ir passar os ‘últimos’ dias na Terra numa tribo hindu no Rastajão, um dos maiores estados da Índia. Com maioria hinduísta, o estado vem apresentando um crescente crescimento populacional nos últimos meses.

O jogador conheceu a tribo numa viagem de férias, 3 anos atrás. Na época, ele questionava sua vocação cristã e acabou concluindo que isso estava afetando o seu jogo. Durante 17 dias, viveu como um membro dessa tribo onde disse ter reconquistado sua fé. Voltou para o jogo online e desde então fazia visitas regulares a tribo.

“Já existia uma preocupação na tribo em torno do fim do mundo”, diz o jogador. “Como novo membro dela, fiz o que achei mais justo: Retirei meu dinheiro dos sites de poker e pude ajudá-los a se preparar para essa passagem”, continua. Segundo ele, um pequeno estoque de comida e água foi feito para enfrentar o que ele chama de ‘passagem de um ciclo para outro’. “É possível que o mundo como conhecemos deixe de existir, então estamos nos preparando para enfrentar esse novo ciclo”.

Ele ainda aproveitou para ensinar o poker para quase todos os integrantes da tribo. “É bom que, caso a gente consiga avançar sobre isso, possamos num futuro montar um time de poker ou algo assim. Seria bacana e tenho certeza que será algo inédito”, confirma.

E você, já está pronto para o ‘fim do mundo’?

Essa rolou no Canada: Jogador estava grindando pesado no online no último domingo quando sua esposa veio procurar briga na hora do break. Ele, furioso, terminou o casamento e está morando em hotel.

Casal Poker
Foto do casal nas últimas férias nas Bahamas, onde ele foi jogar o PCA

Mesmo com a insistência dela, ele pareceu decidido: “Impossível continuar casado com alguém que sabe que o domingo é meu dia de trabalho mais importante e mesmo assim vem brigar na hora do break, único momento onde posso sair da frente do computador pra pegar água, ir no banheiro ou pegar algo pra comer”, disse Jack Raycard. “Ela tinha essa mania de influenciar negativamente meu trabalho, nas últimas semanas. E sendo assim é melhor ficar sozinho”, completou.

Linda disse que não pretendia deixa-lo tão furioso assim. “Eu só queria atenção, sabia que os torneios de domingo eram importantes mas acabei me descontrolando”, afirmou. “Ainda espero conseguir tê-lo de volta a nossa casa, após o seu ‘tilt’ terminar”.

Jack, no entanto, segue firme: “Se ela não entendeu ainda que um dia de trabalho meu é valioso e mesmo que eu o faça em casa, na frente de um computador, ela não merece estar ao meu lado”. A briga ainda pode ter mais alguns capítulos, já que ela tem um pacote fechado para o PCA do próximo ano, que começa em Janeiro, onde pretendia acompanhá-lo no jogo enquanto curtia novamente as férias nas Bahamas.

Quem garante que os mares do Caribe não farão bem ao casal?

Falcão faz gol inacreditável no Jogo das Estrelas do Futsal

Posted on dezembro 18th, 2012 by Rafael R

Não tem o que dizer… o gol que ele fez ninguém mais pensaria ou ousaria tentar.

No Youtube tem outras centenas de gols dele, mas algo assim é inimaginável. Não é a toa que o cara é realmente o melhor do mundo no Futsal, sem ter comparação com nenhum outro antes dele.

Top 5 – Músicas eletrônicas para melhorar o seu humor

Posted on dezembro 18th, 2012 by Rafael R

Não adianta chorar, espernear ou fazer bico: O mundo não vai parar quando você está triste. É preciso ter garra pra enfrentar tudo e nem sempre nosso humor está bom o suficiente para encarar essa realidade. Mas o que podemos fazer quando temos que estar bem para enfrentar novos desafios, velhos desafetos ou encarar as mudanças da vida? Tentar melhor o humor por conta própria. E a música é algo que tem esse poder.

Ouvir uma música foda, que por algum motivo mexe com você, sempre vai interferir no seu humor. E quando eu preciso melhorar de alguma coisa, eu ouço uma ou todas as cinco que listarei aqui embaixo. Se servir para você também, não deixe de me avisar aqui.

5. Growling Machines – Enjoy the Silence

Essa em especial me leva para uma época onde eu era feliz e sabia. Nunca gostei da versão original dessa música, para ser honesto. Mas essa versão parece que cai bem a qualquer hora do dia, principalmente de manhã. Acordar e ouvir isso pode fazer seu dia ter uma energia diferente e melhor. Portanto, enjoy the silence. Mas só que ao contrário. :P

4. Growling Machines – Swichback

Mesma época, mesmo produtor, mesmo efeito. Desde o começo o remix já mostra a que veio e faz você sentir boas coisas. É engraçado saber que hoje em dia o psy caiu e já não é nem de longe o que foi durante um bom tempo aqui no Brasil, principalmente, mas eu gosto de tirar um tempo pra ouvir essa faixa pois sei que ela me leva longe. E me leva para um lugar bom.

3. Captain Hook & Freedom Fighters – Marshmallows

Eu nunca consegui traduzir o que essa música tem de mais, só sei que sempre que ouvi eu melhorei minha vibe. O vocal dela, a melodia… são tantos detalhes que eu simplesmente não consigo entender. Não lembro onde exatamente ouvi pela primeira vez, mas sei que eu gosto dela e ela melhora meu humor sempre. Então está nessa lista e espero que faça o mesmo com você.

2. Dash Berlin feat Emma Hewitt – Waiting

Essa música me acompanhou por muito tempo. Por tanto tempo que eu acabei ficando sem ouvi-la por uns outros tempos. Mas o vocal da Emma nessa música é algo tão foda que eu quase consigo VER a boa vibe que ela emana, nas caixas de som. Não tem erro, se colocar essa música num dia frio e triste eu vou melhorar em 98% das vezes. A letra dela é meio emotiva, mas eu gosto de como tudo se encaixa nessa track. Apenas ouça.

1. 6 HOURS GOA MIX! Pure Psy Adventure (HD!)

Quando eu comecei a me interessar de verdade por música eletrônica eu fui atrás de informações. Quando descobri sobre as épicas festas na Índia – em Goa, para ser mais específico – eu fiquei fascinado com a ideia de ir pra lá um dia na vida somente para curtir algo que é bom. Praia, música, boas vibes e tudo o que podemos esperar de um festival roots em um país sub-desenvolvido. Com o passar do tempo a ideia ficou pra trás mas ainda lembro do dia que descobri os primeiros sets de música eletrônica no youtube. E quando eu vi um set de 6 horas, depois de ter lido sobre as festas de 3, 4 dias… bom, eu me sentia em alma em algum deles. Se o que falta para você é inspiração, divirta-se.

Fazia tempo que não fazia listas musicais. Mas essa lista precisava ser feita hoje.

Namastê!

Americano ensina seu cachorro a jogar poker

Posted on dezembro 18th, 2012 by Rafael R

Durante 2 anos, cão teve aulas diárias sobre as cartas. Hoje ainda mostra alguma dificuldade, mas consegue apostar fichas e vencer de vez em quando.

Cachorro jogando poker
O “filho” aprendendo a roubar blinds

O americano Phil Bronson revelou recentemente uma curiosidade: ensinou seu cão River a jogar poker. Ele conta que precisou de um baralho especial, no começo, para que o cão pudesse notar as diferenças entre os naipes e valores, mas que hoje em dia ele se sente a vontade jogando com o baralho convencional mesmo.

Tudo começou com uma aposta: Phil garantiu que poderia ensinar qualquer um a ser um campeão no jogo e seus amigos o desafiaram. Ninguém acreditou que ele levaria a sério, mas durante a semana passada o cachorro foi colocado numa mesa contra esses amigos e acabou vencendo algumas mãos. Como prêmio, ganhou cookies e brinquedos para se divertir.

“Tudo é questão de memória, eu o treinei para que ele lembrasse o valor das cartas”, diz. “Com o tempo, ele foi aprendendo a diferencia-las e apostar fichas nas horas que era necessário”, completa. A aposta deu tão certo que Phil pretende seguir carreira de professor de poker, para cães e pessoas. “Foi realmente divertido e com a experiência eu acabei desenvolvendo uma técnica bastante eficaz para ensinar os primeiros passos. Pretendo continuar dando aulas de poker para outros cães e também para pessoas que têm interesse em aprender sobre o jogo”.

Será que você toparia desafiar o seu próprio cão para uma partida de poker, valendo a fuga do banho no final de semana?