Archive for Fevereiro, 2008

Imposto de Renda 2008: Tudo sobre!

Posted on Fevereiro 19th, 2008 by Rafael R

É norma. Você, quando cresce, vai começando a ter responsabilidades e precisa ter novos cuidados. Você sabe que é adulto quando já pode entrar no motel, já pode ser preso e/ou já se preocupa com o imposto de renda. Todos os Brasileiros (ao menos os que andam do lado da lei) precisam separar um tempo de suas vidas anualmente para cuidar desse que é um grande fantasma para muitos. Afinal, o que é o tal imposto de renda?

“O imposto de renda é um imposto cobrado por vários países, onde cada pessoa ou empresa é obrigada a deduzir uma dada percentagem de sua renda média anual para o governo. Esta percentagem pode variar de acordo com a renda média anual, ou pode ser fixa em uma dada percentagem.”

Certo, agora você entende o conceito. Mas como fazer para se programar e saber onde você se encaixa nesse mar de taxas, porcentagens, números e regras? Leia a seguir:

1. A declaração do imposto de renda deve ser entregue por todos, sem excessão, no prazo que varia de 3 de março até 30 de abril, nesse ano de 2008;

2. Deve declarar o imposto pessoas que se encaixam nos fatores abaixo:

2.1 – quem teve rendimentos isentos, não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte superiores a R$ 40 mil;
2.2 – quem tinha, em seu nome, bens com valor superior a R$ 80 mil, inclusive terra nua, até 31 de dezembro de 2007;
2.3 – quem participou, em qualquer mês do ano, do quadro de sócios de empresa como titular, sócio ou acionista, ou de cooperativa;
2.4 – quem obteve, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeitos à tributação, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros ou similares;
2.5 – quem é produtor rural e teve renda bruta superior a R$ 78.821,40 ou pretenda compensar prejuízos de declarações anteriores na atual;
2.6 – quem passou, em qualquer mês, à condição de residente no Brasil e assim permaneceu até 31 de dezembro;
2.7 – Quem teve rendimentos acima de R$ 15.764,28;

Se você não se encaixa em nenhuma das categorias mencionadas acima, deverá esperar até o segundo semestre para fazer a declaração anual de isento, a fim de preservar o seu CPF junto a Receita Federal.

Procure um contador de sua confiança e se informe sobre os procedimentos corretos para a entrega da declaração, evitando assim multas por atraso, além de correr o risco de ter o seu CPF cancelado. Quem anda antenado com as coisas tem mais chances de se dar bem com a burocracia. E nunca é demais lembrar: se chegar algum e-mail para você, pedindo para fazer o download do programa que faz o imposto de renda online, DESCONFIE. A Receita Federal costuma divulgar com antecedência sobre o tal programa, usando a mídia para isso. Em hipótese alguma a Receita Federal entrará em contato com você alertando sobre o programa, salvo excessões. Dirija-se ao site http://receita.fazenda.gov.br para maiores informações, se desconfiar de algo.

Aconteceu (e acontece) na Campus Party!

Posted on Fevereiro 13th, 2008 by Rafael R

Pra iniciar a conversa, tenho que concordar: a Campus Party supera as expectativas de diversas formas, tanto positivas quanto negativas. As surpresas, as conversas, as situações e tudo o que vem acontecendo tem ao mesmo tempo um quê de surrealismo com realidade pura e crua. Sentar na mesa com blogueiros que você, até então, conhecia apenas via internet através de palavras em seus blogs, é algo que qualquer um pode e deveria experimentar. Estabelecer contatos, fazer sugestões, receber críticas, tudo isso ao vivo tem um valor diferente, você percebe a intenção claramente de quem está falando com você, é facilmente perceptível quando você olha nos olhos. Tenho que confessar que fiquei bastante entusiasmado com a primeira etapa da minha participação na #cparty, até então.

Ainda não é hora de entrar em todos os detalhes do que eu vi, fiz e deixei de fazer, mas isso será falado em breve, assim que cessarem as atividades na Bienal do Ibirapuera. O que vêm a seguir são tópicos auto-explicativos sobre coisas que estão marcadas e que podem ser desenvolvidas mais a fundo num futuro próximo. Tenho que registrar coisas para que tenha a cobrança natural de atualizar assim que possível.

1. Fila da entrada: Quando chegamos, assim como muitos outros, tive problema com a minha credencial. Fomos encaminhados gentilmente à mesa da coordenação, para que pudessemos acelerar o processo de elaboração da minha credencial, ao invés de entrar na fila que duraria no mínimo 2 horas de espera longa. Sucesso na primeira empreitada!

2. Primeiro momento: Ainda tinha pouca gente na segunda-feira, por volta das 19hs. Era o horário ideal para desbravar as novas terras e descobrir onde fincaríamos nossas bases. A idéia do campeonato já tinha nascido antes, então entre outras coisas, precisávamos ver a possibilidade real de tal evento indoor. Além, claro, de separar o nosso cantinho no terceiro piso, cuidadosamente escolhendo o canto que parecia mais escuro, cheios de segundas intenções.

3. Primeiros contatos: Sempre tem algum conhecido, que você já viu em algum lugar, ou conhece o blog, ou já viu no twitter, ou algo do tipo. Fomos em busca daqueles que já tinhamos contato. Falando no plural, porque participaram comigo desde o primeiro momento o Vinicius K-max, além do Diego Fávero. Marimoon, Mr Manson, Lalai e outros foram os primeiros contatos, para em seguida continuarmos a conhecer o pessoal simpático do BarCamp.

4. O campeonato: Como é de praxe, gostamos de algumas coisas um tanto quanto anormais. A idéia do campeonato parecia subversiva o suficiente para no mínimo tentarmos. Com o roteador em mãos, decidimos que o wireless era o caminho a seguir. Criar a nossa rede particular daria uma particularidade bastante prática no quesito de ligar os jogadores, embora todos têm direito a uma ponta do cabo de rede com o link de 5mb. A hora era de viabilizar os contatos necessários e correr atrás dos detalhes. Isso será explicado mais pra frente, também.

5. As barracas: Como tinhamos direito as barracas, fomos em busca delas. Confesso que, depois da noite de terça-feira, tive dores fortes na coluna devido ao piso pouco propício para atividades como dormir deitado ou escorregar querendo. Mas quando o cansaço é maior que a comodidade, o que há de se fazer se não se entreter com aquele som de nerds mexendo nos computadores enquanto o sono te pega? O calor do dia mais quente do ano (quarta-feira) não ajudou muito a hora de acordar, e tive que me recolher ao conforto do meu lar para divagar sobre os cuidados que deveria tomar nos próximos dias. Mas como experiência, valeu.

6. O BarCamp: É incrível o clima tranquilo em meio ao caos. Quando se sugere “reuniões sem pautas definidas, sem participantes definidos”, você fica com aquela cisma – “E vai funcionar?” – e descobre que SIM, funciona e funciona bem. O lado negativo disso é que o ambiente, todo aberto, absorve todos os barulhos das demais palestras e das pessoas que participam. Deve ser resolvido, com sugestões de todos, dissolvendo o grupo em grupos menores que debaterão temas de interesse pessoal. A fórmula usando a liberdade é algo que me pareceu sensato e que foi comprovado que funciona. Ainda tenho debates e mini-palestras a participar, nesse quesito.

7. A noite no Campus Party: Aquele horário em que as pessoas já cansaram de ser sérias e querem apenas se divertir e interagir, sabe qual é? Existe aqui também. Eu particularmente fiquei próximo do grupo de blogueiros, que sentaram-se na área destinada ao BarCamp, e acho que a escolha foi perfeita. O nível das conversas é baixo, com surtos de seriedade, mas no geral você realmente se diverte com o pessoal. Conversar no MSN com pessoas que estão duas mesas depois da sua é corriqueiro, embora pareça bizarro, e você pode a qualquer momento apenas levantar e puxar a cadeira pra perto de quem você queira. Tudo simples e rápido.

8. O café da manhã: Essa fica como dica: eu nunca tive muito problema em comer em qualquer lugar, então eu atravessei a passarela na frente do Detran e comprei um café fresco da Tia Ana, vendedora ambulante das redondezas. A aparência pode não ajuda-la a vender, mas o sabor conquista. Estarei lá na sexta-feira novamente, sem dúvidas. E o cigarro, seguindo em frente, ao lado do Detran, tem um outro café. Lá vende cigarro, água, salgados (a preços mais modestos) e é uma alternativa aos fãs de coxinha e risoles.

A princípio, é o que tenho a dizer. A campus party ainda continua e até o fim estarei armazenando na memória momentos memoráveis, ao lado daqueles que de uma outra forma estão sempre próximos. Espero fazer novas amizades, mesmo que seja bebendo agua* ou chá verde*, como já visto. E quem não foi, definitivamente perdeu!

Counter-Strike na #Cparty: Furando a lei em favor da diversão!

Posted on Fevereiro 11th, 2008 by Rafael R

Logo no começo deste ano, fomos pegos de surpresa por uma lei pífia, patética, que proibiu Counter-Strike em todo o território nacional. Em função desta lei, a organização da Campus Party suspendeu a realização de campeonatos de Counter-Strike no evento. Ok, a organização precisa seguir a lei. De fato não cabe a eles o questionamento, o afronte, a subversão. Mas cabe a nós, gamers, geeks, nerds e hackers.

Evidentemente não pretendemos usar a rede da Cparty pra promover a jogatina ilegal de CS, pois muito provavelmente implicaria a organização como “co-responsável” ou “negligentes” por não coibir o jogo através dos seus roteadores.

Fizemos melhor: estamos disponibilizando um servidor de CS 1.5 no ar, via Wi-Fi, pra todos que tiverem placas wireless em seus desktops ou laptops.

É o único servidor público, 24 horas no ar, parrudo, dedicado a jogatina livre e (juridicamente) “criminosa de Counter-Strike durante toda a semana da Campus-PartyBr2008.

Ninguém sabe onde ele está localizado, e talvez ele até se movimente dentre a Área de Games pra dificultar ao máximo sua localização.

Mas fique esperto: o servidor é identificável através do seu SSID (nome da rede Wi-Fi) e da BSSID (MAC Address do servidor), tornando nosso servidor inconfundível e evitando assim possíveis fraudes, clonagens ou sabotagens por parte de quem se sentir incomodado com essa nossa iniciativa independente. Confira estes dados no final deste post.

A partir das 21hs desta segunda, você se conecta ao nosso hot-spot, que te fornecerá um endereço IP automaticamente via DHCP. O passo seguinte é escolher entre conectar ao nosso servidor de CS (IP: 192.168.1.101) ou então se sentir livre pra criar dentro da nossa rede o seu próprio servidor privado e convidar os amigos.

Em nome da liberdade e do livre entretrenimento, espalhe essa notícia, fique de olho no blog e avise os amigos viciados em CS.

============= Configurações Wi-Fi ==============
SSID (nome da rede Wi-Fi): justplayCS
BSSID (MAC Address do servidor): 00:14:BF:E8:C8:5D
==========================================

E nesse Campus Party, just play, friends. Justplay. ;-)

Ps: Esse é um post de dupla autoria, estamos eu e Vinícius K-Max organizando a jogatina que mudará os rumos de alguns fãs do game em questão nessa jornada. Caso queira participar de alguma forma, ajudando como puder, entre em contato pelos comentários. A aprovação será dada apenas para os comentários sem informações relevantes, se o que te preocupa é a privacidade. Não pretendemos motivar nenhuma ilegalidade no mundo, porém achamos que a notícia veio em uma hora ruim e nos preocupamos com o bem-estar de todos os gamers que se sentiram lesados. Participe e escreva junto conosco essa página na história da Campus Party Brasil.

—————————————————————————

Update 1 (segunda-feira, 02:04hs): Os testes hoje foram um sucesso. Estabelecemos alguns contatos e nessa terça-feira estaremos reunidos em busca de prêmios efetivos e da elaboração das regras e datas do campeonato extra-oficial. Ainda na terça-feira estaremos realizando testes com o servidor efetivo de counter-strike, e informaremos a abertura do servidor para testes dos gamers que tiverem interesse em participar. Novas notícias em breve.

—————————————————————————

Update 2 (terça-feira, 14:32hs): Tudo acertado, faltando apenas a angariação de mais alguns brindes. Como data provisória, ficamos com a quinta-feira a noite, ainda será divulgado o horario corretamente. Detalhes e tudo o que precisar ser dito sobre o campeonato, será debatido nessa quinta-feira a tarde, provavelmente perto do banner Criatividade*, por motivos óbvios. E o que prova que somos lidos, é a quantidade de gente que andou linkando e/ou comentando sobre o nosso campeonato. Segue lista preliminar (envie seu link, se você viu/postou algo:

IDG Now
Brasil Digital @ Intel
Brasil Digital @ Intel
Terra
Estadão
Tecnocracia
Neto Cury
Lalai

—————————————————————————

Update 3 (quinta-feira, 21:50hs): Na noite dessa sexta-feira, acontecerá efetivamente o campeonato. Um novo post trará todas as coordenadas, regras, prêmios e detalhes sobre a maravilhosa arquitetura desse que promete ser o grande concorrente do debate entre jornalistas e blogueiros (de novo?) ocorrido na Campus Party, nessa quinta feira, no quesito diversão gratuita. @Viniciuskmax está na Campus Party agora fechando os últimos contatos, procurem-no para qualquer dúvida, esclarecimento e/ou sugestão.

—————————————————————————

Update 4 (sexta-feira, 22:22hs): Os brindes já estão recolhidos, falta MUITO pouco pra gente dar inícios nas festividades. Contas pró do flickr, um brinde surpresa da telefônica, camisetas da CCE e Intel, um mês de servidor GRÁTIS na locaweb, entre outras coisas. Uma pequena amostra segue abaixo:

Brindes arrecadados nos stands do evento!

Campus Party 2008: Eu vou!

Posted on Fevereiro 8th, 2008 by Rafael R

Tá, se você não sacou o conteúdo desse post pelo título dele, vamos aos fatos: você não é um nerd. Assim sendo, cabe a mim explicar as coisas, de uma forma bem leve e simples. Campus Party se trata da maior festa nerd do mundo! Imagina uma união de 3000 inscritos somadas a diversas palestras ligadas aos setores de tecnologia, onde grandes empresas também estão presentes e tudo gira em torno dessa máquina que nos une virtualmente. Não consegue imaginar?

Acesse o site oficial: http://www.campus-party.com.br e confira. Tem fotos, tem histórias, tem personalidades que já passaram por lá.

Enfim, se você a essas alturas do campeonato não sabe do que se trata a tal Campus Party, quem dirá do Bar Camp. Certo? Vamos a explicação novamente. A chamadinha no site oficial diz tudo:

BarCamp é um evento com discussões, demonstrações e interação direta entre os participantes. Não há lista de palestrantes, nem programação fechada – o modelo é de desconferência. Trata-se de estar envolvido diretamente em uma estrutura de conversação horizontal e emergente.

O Bar Camp acontece algumas edições por ano, divididos por cidades. Uma edição especial dedicada ao Campus Party será promovida, e estarei lá me reunindo com a nata da blogsfera nacional. Se você conhece e entende a grandeza desses movimentos, certamente está ou com inveja por não ir, ou esperando a hora para me encontrar por lá. Em ambos os casos, eu só posso dizer: EU VOU!

Comigo, ainda de lambuja, uma lenda da internet Brasileira (cujos administradores do Orkut o conhecem, e conhecem bem!): Vinicius K-max. Mas se você também não o conhece, esse eu deixo que o google faça as honras.  Agora é só esperar.

Páscoa 2008: o “Ano do Rato” de chocolate!

Posted on Fevereiro 7th, 2008 by Rafael R

Agora que, finalmente, passou o carnaval, podemos despertar para um ano novo cheio de sonhos e esperanças. Afinal, todo começo de ano é rodeado disso né? Achamos que os políticos se tornarão pessoas melhores, que a fome no mundo irá diminuir, que o governo vai dar isenção total dos impostos e taxas, e que enfim ganharemos na loteria. Isso sem falar em Santo Antônio, o santo casamenteiro, que vira e mexe é citado como culpado pelo baixo número de casamentos frente ao crescente número de casais “ajuntados” e do cada vez maior número de divórcios constatado pelos advogados felizes em defender a sua causa, seja ela qual for.

Para nós, meros mortais, serve de consolo que com o fim do primeiro grande feriado do ano (excluindo feriados regionais, como Aniversário de São Paulo) os próximos feriados prolongados já se aproximam. O que merece algum destaque agora é a Páscoa, que se aproxima. Será no dia 23 de março de 2008. (23/03/08)
Mas o que é a Páscoa?

Em algumas palavras, o significado da páscoa é:

“A Páscoa é uma festa cristã que celebra a ressurreição de Jesus Cristo. Depois de morrer na cruz, seu corpo foi colocado em um sepulcro, onde ali permaneceu, até sua ressurreição, quando seu espírito e seu corpo foram reunificados. É o dia santo mais importante da religião cristã, quando as pessoas vão às igrejas e participam de cerimônias religiosas.Muitos costumes ligados ao período pascal originam-se dos festivais pagãos da primavera. Outros vêm da celebração do Pessach, ou Passover, a Páscoa judaica. É uma das mais importantes festas do calendário judaico, que é celebrada por 8 dias e comemora o êxodo dos israelitas do Egito durante o reinado do faraó Ramsés II, da escravidão para a liberdade. Um ritual de passagem, assim como a “passagem” de Cristo, da morte para a vida.

No português, como em muitas outras línguas, a palavra Páscoa origina-se do hebraico Pessach. Os espanhóis chamam a festa de Pascua, os italianos de Pasqua e os franceses de Pâques.” Via BrasilEscola.

Certo, é uma festa religiosa. Mas e os ovos de chocolate, de onde vêm?

“Foram necessários mais 800 anos para que, no século XVIII, confeiteiros franceses tivessem a idéia de fazer os ovos com chocolate – iguaria que aparecera apenas dois séculos antes na Europa, vinda da então recém-descoberta América. Surgido por volta de 1500 a.C., na região do golfo do México, o chocolate era considerado sagrado pelas civilizações Maia e Asteca. A imagem do coelho apareceu na mesma época, associada à criação por causa de sua grande prole.” Via Wikipedia.

Poxa, então tradicionalmente não se tinham ovos de páscoa, ou tinham? Tinham, mas eram ovos comum, desses que a galinha põe pra fora. O chocolate nasceu da parte consumista da humanidade, que poderia dar mais “sentido” a uma troca de ovos comuns, baratos, substituindo-os por caramelados e deliciosos ovos de chocolate fabricados por artesões. Depois disso, vieram as indústrias, o capitalismo selvagem e tudo o que se sabe sobre a páscoa atual.

E o que tiramos de importante da páscoa? É uma data que as pessoas usam pra ganhar dinheiro, é feriado prolongado e merece uma viagem pra praia, junto com aquelas outras 900 mil pessoas que tiveram a idéia de comemorar o feriado no mesmo lugar que você. Filas, trânsito, estress, o cotidiano das grandes cidades transferidos para pequenas localidades. Sei que eu vou curtir o feriado, mas não estarei no bolo crescente de pessoas que adoram “causar nas baladinhas” do litoral paulista. Assim espero.

E o ano do rato? Bom, fica pro próximo post. Muita informação junta atrapalha o entendimento.