Archive for janeiro, 2008

Enquanto isso, naquela casa…

Posted on janeiro 11th, 2008 by Rafael R

Marcos Xixa: Eu gostava era da Casa dos Artistas!
Via: Big Bosta Brasil

Excluindo essa excelente declaração do amigo, só consigo pensar em uma outra: ao vivo, no dia da estréia, a garota disse em alto e bom som: “Eu ando até com um pi… no meio das pernas”, se referindo a ser líder ou algo que o valha. Incrível o que a gaucha (linda, por sinal) conseguiu falar em um programa com uma das maiores audiências do Brasil.

O bom de você não gostar de Big Brother, é que você acaba descobrindo um monte de “pérolas” que as antas os cultos participantes soltam. É interessante ver a forma como todos reagem diante de tal fenômeno, que por sinal não tem data para se encerrar (O programa, não essa edição. Serve pra imbecilidade do povo brasileiro também!). Eu particularmente não perderia meu tempo acompanhando tal imbecilidade, salvo excessões:

1. Pra rir das pérolas, quando citadas;
2. Para ver as gostosas, que sempre estão presentes;
3. Para entender a enchurrada de piadinhas novas que nos falam;

Na verdade, eu poderia discorrer muito sobre o tema, tenho uma boa opinião formada. Mas ao invés disso, vou me ater apenas a colocar algumas fotos de big sisters famosas, gostosas e (na maioria) sem conteúdo algum. Afinal de contas, Brasileiro que se preze adora uma bunda né? (Infeliz generalização, eu sei!)


Íris Stefanelli + photoshop + maquiagem = gostosa fatal


Jaqueline Khury, da edição atual.


Mariana, do BBB6. Meu sonho de consumo.


Essa foto… bom, essa vai de brinde pelo natal!

Fotos de garotas (quase) nuas sempre é um conteúdo que paraquedista gosta. Atender aos desejos deles e de quem mais gostar disso é parte do negócio, claro. Mas espero que o tema BBB8 esteja encerrado por esse ano, por aqui.

Febre Amarela: Sintomas e Tratamento

Posted on janeiro 9th, 2008 by Rafael R


O Homem-Amarelo, de Anita Malfatti (Reprodução)

Veja bem, quando se fala em febre amarela, a gente pode imaginar algo como o quadro acima: você fica doente e logo é dominado por uma cor amarelada forte, algo próximo do Bob Esponja. Porém, não é bem assim, a febre amarela é uma doença séria e que está preocupando o pessoal do Brasil inteiro. Mas afinal, pombas, o que é a tal febre amarela?
Vejamos o que a wikipedia diz:

“A febre amarela é uma doença infecciosa transmitida por mosquitos contaminados por um flavivirus e ocorre na América Central, na América do Sul e na África. No Brasil, a febre amarela pode ser adquirida em áreas urbanas, silvestres e rurais. Ou seja, o indivíduo entra em regiões onde existam os mosquitos que picam uma pessoa infectada e em seguida picam outra que ainda não teve a doença, portanto não adquiriu defesas naturais.
(…)
A infecção humana ocorre no indivíduo que entra em áreas de cerrado ou de florestas e é picado pelo mosquito contaminado. A propagação para áreas urbanas ocorre porque a pessoa contaminada é fonte de infecção para o mosquito desde imediatamente picada, portanto antes de surgirem os sintomas, até o quinto dia da infecção (reforçando, sem sintomas), esta retorna para a cidade e serve como fonte de infecção para o Aëdes aegypti, que então pode iniciar o ciclo de transmissão da febre amarela em área urbana.”

Mas, e como você pode tratar a febre amarela? Tomando suco de frutas vermelhas? Comendo folhas verdes?
Vejamos:

” A febre amarela é tratada sintomaticamente, ou seja, são administrados líquidos e transfusões de sangue ou apenas plaquetas caso sejam necessárias. A diálise poderá ser necessária caso haja insuficiência renal. Os AINE como o ácido acetilsalicílico (aspirina) são desaconselhados, porque aumentam o risco de hemorragias, já que têm actividade antiplaquetar.”

Em tempo: o governo está preocupado com o aumento do número de casos da febre amarela em algumas regiões do Brasil. A região de Brasília (Distrito Federal) além de outras inúmeras cidades estão entre os locais com risco de se contrair a doença, por tanto se você for viajar para lá, não esqueça da vacina. Até Raul Seixas já teve febre amarela uma vez, quando achou que brincar com mosquitos era um passatempo normal. Melhor você se cuidar e não deixar por menos.

And the kibe goes to…

Posted on janeiro 9th, 2008 by Rafael R

Quando você percebe que ao caminhar, alguém está próximo de você, apenas kibando & andando, você começa a ficar preocupado. Melhor é quando você começa a se “explicar” subliminarmente, para que a sua orda de seguidores não desconfie dos factóides inclusos na pequena declaração.

Porém, para bons entendedores, meia desculpa basta:

Para que fique mais claro, podemos citar a seguinte declaração:
“Não entendeu? Clique aqui e aqui.”

Charlie Harper Sucks!

Posted on janeiro 8th, 2008 by Rafael R

Primeiro, uma confissão: eu assisto muitos seriados na Sony e na WB tv.
Fato.

Scrubs, Two and a half man, Seinfeld, 30 Rock e outros estão entre aqueles que eu vejo toda a semana. Posso incluir ainda American Chopper e Miami INK nessa lista. Mas isso é menos importante, o legal é ver como é trabalho isso nos tempos de web.

Antigamente, um seriado teria algum grau de interação, mas não muito. Não havia canais para isso. Hoje em dia, isso mudou. Assisti a instantes um epsódio de Two and a Half Man interessante. A personagem Charlie Harper (Charlie Sheen) enquanto conversava com seu irmão Alan Harper (Jon Cryer) e o filho dele Jake (Angus T. Jones) falaram de uma pesquisa no google. Quando procurava por “Charlie Harper”, retornava como primeiro resultado um website chamado “Charlie Harper Sucks” (traduzido como Charlie Harper “insira um adjetivo negativo aqui que eu não lembro agora”) e basicamente era feito por algumas das mulheres com as quais Charlie se envolvia, sempre com seu espírito pegador-sem-compromisso. Na curiosidade, e com o notebook no colo, eu fui no google e procurei por Charlie Harper.

Já consegue adivinhar o resultado né?
A Warner Brothers saiu na frente e colocou de alguma maneira o website Charlie Harper Sucks em primeiro resultado na pesquisa. Creio que uma série de links, algo semelhante a um google-bomb, o deixou a frente de outros resultados. Até ai, nada demais, certo? Mas é uma estratégia diferente, mostra a preocupação da produção de te-lo feito e mostra que sim, pessoas curiosas repetem o que vêem nos seriados apresentados por eles. Achei até um post num blog gringo falando sobre o caso, com data de 11 de setembro de 2006.

Curioso não?

Ano novo, vida nova… nova onde?

Posted on janeiro 2nd, 2008 by Rafael R

É oficial.
Estamos mesmo em 2008, nesse primeiro dia do ano que prometeu e realmente mostrou que o ano novo vai ser lindo. Blogueiro preso? Sim, um blogueiro da Arábia Saudita foi preso no ano passado, mas agora que a galera ficou sabendo. Ta certo, não é o Homem que copiava, e sim alguém com uma missão nobre e politizada, em busca de melhorias para as pessoas de seu estado. A história é longa, recomendo a leitura completa nesse link para análise. E mesmo que seja uma notícia ruim, tem o lado bom: é um blogueiro mostrando que pode incomodar, a ponto do governo vir atrás dele. Que a blogsfera entenda o recado e continue a peregrinação em busca de status e confiança.

Tá, caiu como uma bomba essa história, melhor falar do retorno dos paulistas (e demais pessoas, que viajaram no feriado), depois de dias de paz e descanso né? Bom, essa eu vou simplificar com um link pro youtube mostrando o acidente que manchou a fama dos motoboys de vez, já antes conhecidos como “calmos e serenos“. Um acidente causado única e exclusivamente pela falta de atenção misturada a alta velocidade dos mesmos entre os carros, no chamado “corredor”, é algo que deve nos preocupar? Só vendo o vídeo (curto, por sinal) pra entender melhor. E logo logo vai ter outros vídeos do mesmo tema, com maior duração para facilitar o entendimento. E pelo visto os motoboys, que antes mesmo da saída das viaturas da pista, sairam avançando, mostrando que realmente não tem respeito nenhum NEM MESMO por um companheiro (de moto) que sofreu um acidente naquele lugar, só pode significar que realmente nisso a gente vai ter que continuar acompanhando e vendo. Falta de educação no trânsito não é culpa somente deles, fato. Mas isso é o fim da picada.

Talvez a boa do feriado tenha sido discutir o plano de salvamento frustrado do governo da Colômbia, onde os reféns em poder das FARC continuam la, como reféns, e as FARC continuam batendo o pé. Eu já vi diversos filmes onde os atores diziam claramente “Não negociar com terroristas“, principalmente depois do infeliz ocorrido no 11 de setembro nos EUA, pior seria negociar e ficar nessa de “salva/não salva” que o governo está realizando. Eu sempre fui a favor do Alborghetti que diz “Bandido bom é bandido morto“, mas vai saber, cada um pensa como quiser né. Nisso realmente a coisa não mudou nesse começo de 2008, ainda. Paciência.

Então, resumindo, toda aquela esperança e votos de um ano novo mais feliz, as pessoas dizendo que definitivamente seria o melhor ano de todos, e toda aquela bobagem que as pessoas que você nunca fala te dizem quando te encontram no MSN ou no bar do Ivo, era tudo mentira? Será que aqueles bobos nos enganaram mesmo e a gente se encheu de esperança, e foi a toa? Porque se até o magnífico show da virada no Rio de Janeiro teve adiantamento de 1 minuto no ínicio e pessoas mortas com (aparentemente) balas perdidas, quer dizer que tudo continua EXATAMENTE igual o ano passado. E se for pra ser igual, vamos continuar com nossas vidas da forma como era, e não como a gente planejou, cheia de mudanças boas, cheia de novas virtudes e afins. Ou vamos mesmo mudar?

Ps: Esse post é baseado em fatos reais. Um momento de reflexão de alguém que simplesmente não aguenta mais certas coisas iguais, mas que gostaria muito de ver as tais mudanças pra melhor nesse ano novo.