O maior site de poker do mundo convidou 25 pessoas ao redor do planeta — eu incluso — para participar de um pequeno curso. Com acesso a alguns jogadores do PokerStars Team Online, conteúdo didático e disputas entre os membros, as ‘aulas’ rolaram durante as últimas semanas e fizeram com que eu revesse (novamente) os conceitos que eu tinha sobre o jogo.

Eu já jogo poker a algum tempo e desde os primeiros contatos com ele eu tive uma certeza: Esse é o tipo de desafio que faz com que você busque informações e conteúdo o tempo todo. É um jogo dinâmico, com diversas ferramentas e que se atualiza com o passar do tempo, mostrando que jogadas que eram lucrativas por um período deixam de ser, dando lugar a novos movimentos e formas de pensar. Um curso ministrado pelo maior player do mercado só poderia me por em vantagem, em relação aos meus adversários. E o que eu fiz em contra-partida foi aproveitar da melhor forma possível essa grande oportunidade.

pstouch2

Postei algumas conclusões ao redor das etapas que passamos em meu blog da InteliPoker, que é a escola de poker oficial do PokerStars. Sim, eles mantém escolas de poker gratuitas ao redor do mundo (em português, inglês, espanhol e outras línguas) para disseminar ainda mais as informações sobre o jogo e isso já é algo grande e incrível. 

Sobre o curso em si, pretendo mostrar o resultado já no primeiro desafio a que me propus: Jogar alguns torneios da série MicroMillions, que começa muita em breve. Vai ser lá que vou poder testar meu conhecimento e, pela primeira vez depois dessa empreitada, por realmente a prova o que consegui absorver desta experiência. 

Ah, a melhor parte disso vem agora: Eles vão escolher alguns ‘alunos’ para disputarem uma etapa do EPT Barcelona, que será disputado agora em Agosto. E é aqui que preciso de cada um de vocês. Uma das partes do curso era envolver amigos, conhecidos e afins para tomarem conhecimento do poker, possivelmente criarem suas contas no site e começar um hábito saudável de disputar partidas de poker contra seus amigos ou em disputas nos diversos torneios onlines disponíveis diariamente. 

Nos próximos dias vou criar um home game para quem quiser disputar comigo e outras pessoas em torneios regulares. Tudo online, tudo de graça e, sempre que possível, com apostas paralelas que ajudem a nossa motivação. Vamos criar um grupo para pequenas disputas, com o intuito de nos divertirmos. Vocês todos são meus convidados para participar disso. Quem quiser aprender a jogar também pode falar comigo, é um jogo divertido e apaixonante que pode substituir outros hobbies que você tenha menos tempo para curtir. 

Se tudo der certo, serei o escolhido para disputar esta etapa do European Poker Tour. E como parte do nosso acordo, caso eu realmente ganhe essa oportunidade pretendo doar uma porcentagem de qualquer valor que eu vier a ganhar por lá para alguma instituição de caridade que escolhermos juntos. É a forma mais honesta que encontrei para retribuir por ter tido essa grande oportunidade. Provavelmente alguma instituição relacionada ao câncer, mas escolheremos juntos mesmo.

E claro que, além disso, farei um pequeno torneio no meu home game também com a mesma porcentagem que vai virar premiação para todos os participantes. É uma outra forma honesta de agradecer o apoio de cada um de vocês nesse momento. Um torneio com entrada de 5 mil Euros gera uma premiação generosa e eu vou jogar pra fazer história para o Brasil. Acredito que possamos contar uma história no futuro que vai ser muito boa para todos nós.

Agora é torcer. Torcer e esperar. Posso contar com vocês?

Ronaldo e Bebeto aparecem em vídeo jogando poker

Post: maio 27th, 2014 | Por Rafael R

Ex-craques estrelam video do PokerStars e falam sobre futebol e Mundial

Ronaldo foi surpreendido pelo ex-colega e companheiro de ataque Bebeto e o momento foi registrado em vídeo feito pelo o PokerStars. O recordista de gols em Mundiais estava em um shopping em São Paulo onde desafiou pessoas para uma partida de poker online, de dentro de um ambiente montado especialmente para isso. O fato é que as pessoas não sabiam que era Ronaldo quem estava do outro lado da cortina, causando uma grande surpresa aos participantes. No fim, o Fenômeno provou do próprio veneno e foi surpreendido pelo ex-colega Bebeto, com quem formou a dupla da seleção do Brasil no Mundial de 1998 na França.

Ronaldo já está acostumado com o mundo do poker: ele jogou uma etapa do LAPT (Latin American Poker Tour) e outra do BSOP (Brazilian Poker Series), ambas em São Paulo, e o EPT (European Poker Tour) em Barcelona. Ele e Bebeto falaram brevemente sobre poker e, como não poderia deixar de ser, futebol e Mundial. Confira abaixo:

As chances do Brasil no Mundial

Ronaldo: “O Brasil tem grandes chances de vencer, não só por jogar em casa, mas também porque tem um bom time… uma defesa sólida, um meio-campo brigador e um jogador excepcional como Neymar. Então temos tudo ao nosso favor.”

Bebeto: “A torcida é importante também. Ela foi fundamental quando conquistamos a Copa América em 1989, jogada aqui no Brasil, então acho que vai desempenhar um papel importante dessa vez também, ajudando a seleção a vencer.”

Os outros favoritos

Ronaldo: “Em minha opinião, são quatro os times favoritos: Brasil, Alemanha, Argentina e Espanha. Esses são os favoritos, mas vamos ver em campo. Como sempre, a Itália vem forte e pode ganhar também. Rússia e Inglaterra também devem ser consideradas, pelos times que têm. O Uruguai é outro que tem um bom time, mas Brasil, Alemanha, Argentina e Espanha são os mais fortes.”

Quem serão os principais destaques

Bebeto: “Claro que estamos todos esperando que o Neymar faça um grande torneio, mas teremos outros grandes jogadores como Oscar, Messi e Cristiano Ronaldo. Existem vários ótimos jogadores que podem fazer a diferença, mas temos fé em Neymar.”

Ronaldo: “Será um grande Mundial com os melhores e mais técnicos jogadores, disputada em um país conhecido em todo o mundo pelo futebol. Só é uma pena que um cara como o Zlatan Ibrahimovic, que é uma grande figura, não tenha se classificado pela Suécia. Mas acho que ele estará aqui assistindo aos jogos.”

Últimos preparativos no Brasil

Ronaldo: “Não tenho dúvidas de que estará tudo pronto para o evento. Será uma grande oportunidade para o Brasil, que ficará com um importante legado, não apenas os estádios mas toda a infraestrutura e o desenvolvimento urbano que está sendo levado às cidades-sedes do Mundial. Sem dúvida, os torcedores estrangeiros e turistas se divertirão muito. Eles terão a chance de viver uma nova cultura, cidades maravilhosas e lugares fantásticos para se visitar. Os brasileiros irão dar as boas-vindas a todos com muito carinho.”

Top 10 – As músicas mais relaxantes da história!

Post: maio 26th, 2014 | Por Rafael R

Anda procurando por uma música incrível e mágica que te faça relaxar em momentos de tensão? Você vai precisar baixar essa música, então. Alguns terapeutas do sono chegaram a uma pequena lista de 10 músicas, com essa incrível e relaxante Weightless de Marconi Union em primeiríssimo lugar.

relaxmusic

O ritmo de 60 BPM é ideal para que sua respiração, batimentos cardíacos e ondas cerebrais fiquem sincronizados e faz com que você consiga relaxar de forma incrível. Enquanto escrevo essas linhas eu já vou me ajeitando melhor na cadeira, então estou certo de que isso realmente funciona como uma espécie de musicoterapia. Você pode fazer o mesmo aí agora mesmo, mas eu recomendo que ao clicar no play dessa ou de algumas das músicas da lista abaixo você esteja num ambiente confortável, sem interrupções ou quem sabe até mesmo pronto para dormir. Vai dar certo.

As 10 músicas mais relaxantes da história

1. Marconi Union – Weightless 
2. Airstream – Electra 
3. DJ Shah – Mellomaniac (Chill Out Mix) 
4. Enya – Watermark 
5. Coldplay – Strawberry Swing
6. Barcelona – Please Don’t Go
7. All Saints – Pure Shores
8. Adele – Someone Like You 
9. Mozart – Canzonetta Sull’aria 
10. Cafe Del Mar – We Can Fly

Agora é com vocês. Lista via AT.

Ok, idiota é uma palavra forte e foi usada apenas para chamar a atenção. Mas você precisa pensar em HIMYM como um todo e não apenas como um episódio que mostra o final da história. Evidentemente, não prossiga nessa leitura se você ainda não assistiu, tem spoilers.

- – -

Final de HIMYM

Todos queriam saber quem, afinal de contas, era a “Mother” que dava título a série. Mas se você se decepcionou com o final dessa jornada você realmente não prestou a devida atenção nela. Dentro do próprio episódio a filha do Ted matou a charada: “Você não está contando a história de como conheceu a nossa mãe e sim dando um jeito de dizer que gosta da Robin!“. A história nunca foi sobre a mãe e se você assistiu ao episódio piloto você vai ter certeza disso. É esse o ponto onde você deveria chegar.

Durante esta nona temporada, os próprios produtores deixaram claro que está era uma chance de mostrar um pouco mais da mãe. O grande ponto é que eles deixaram claro que isso era um bônus, que foi inserido dentro do contexto de um final de semana do casamento e encaixando pequenos flash forwards mostrando alguns pontos. Foi legal saber que ela teve uma vida complicada, foi duro demais saber que ela acabou morrendo. Mas o final da história já estava decidido, os dois últimos episódios seriam os da temporada passada caso não fosse fechado que haveria uma nova e última temporada.

Um bônus. É o que foi a nona temporada.

Se você torceu o nariz pelo fato de que o Ted certamente ficaria com a Robin então você não entendeu muito bem do que a série trata. Se para você a morte da mãe invalidou a série como um todo você não entendeu nada. E se você não ficou contente por aquele cara que, no primeiro episódio da série conheceu uma mulher de uma das formas mais incríveis que existem, então certamente você precisa rever não só o Pilot como todas as outras temporadas, dessa vez de uma forma mais crítica.

Sempre foi a Robin. Se frustrar pelo contrário é não entender isso.

Realmente, inacreditável.

vdd

Não é de hoje que o Facebook e seus métodos e algoritmos levantam certa desconfiança no mercado digital, mas as últimas informações parecem ter deixado diversos profissionais sem saber para onde correr. Em nome da busca por maior relevância do conteúdo compartilhado e mais anunciantes para a sua plataforma, a rede social mais acessada do planeta mudou as suas regras algumas vezes.

Limitou gradualmente a exposição de marcas que não investem em mídia a uma parcela ínfima dos fãs. Limitou o número de pessoas que aparecem frequentemente para os usuários, como se a rede pudesse determinar quem são de fato os melhores amigos e as pessoas com maior influência para cada usuário. Declarou guerra contra o conteúdo que não julga relevante, e vem aperfeiçoando o seu algoritmo que escolhe o que vai parar nas timelines do mundo desde então.

Continue lendo: Uau! Nós pensávamos saber muito sobre o Facebook, mas esta informação muda tudo